História do perfume Chanel Nº 5

O perfume Chanel Nº 5 é o perfume mais famoso de sempre, e o primeiro a ser vendido em massa sob o nome de um estilista. Coco Chanel, responsável pela sua fama, fundou a marca Chanel. Criou uma moda sem tempo, que ainda hoje é considerada confortável e elegante. Abriu a sua primeira loja Chanel Modes em Paris no ano de 1909, seguindo-se a sua primeira loja de alta-costura em 1916, durante a primeira guerra mundial. Faleceu em 1971 com 87 anos de idade, ainda a trabalhar. Quer a sua marca, quer o perfume Chanel Nº 5 continuaram e estão cada vez de melhor saúde. O perfumista Ernest Beaux criou, em 1921, um aroma inesquecível até aos dias de hoje, o Nº 5. No ano de 1921 Coco Chanel convidou alguns amigos para jantar em Cannes e espalhou o seu novo aroma na sala do restaurante, sendo uma atração para as mulheres que passavam pela mesa dela. O criador de perfumes Ernest Beaux tinha sido o criador de perfume Rallet 1, usado pela família Romanov. Este perfume foi oferecido a Coco Chanel pelo seu amante Dimitri Pavlovich, primo do Czar Nicolau II, que vivia exilado em França. Ernest Beaux criou uma versão nova do Rallet 1, e nasceu o Nº 5. A produção do perfume não foi fácil pois Coco Chanel ainda teve de disputar a sua produção com os irmãos Wertheimer, aos quais tinha vendido a maioria do seu negócio de perfumes em 1924.

O perfume Chanel Nº 5 é envolvido por um frasco de perfumo estilo art deco, sendo este o primeiro perfume a ser intitulado com o nome de um designer. Chanel Nº 5 foi na sua altura um perfume sintético, composto por mais de 65 substâncias, incluindo rosas, jasmins de Grasse, sândalo, flores raras do oriente, pau-rosa, entre outras. Este perfume foi apresentado no famoso dia 5 de maio de 1921 e até aos dias de hoje é o perfume mais famoso de sempre. O aroma tem vindo a manter-se ao longo do tempo, e ainda hoje é um aroma intemporal e eterno.

Classificação: